CULTURA: A VOZ DO REI

Me Conte a sua História – 1979

Roberto Carlos

Me conta a sua história
Fala dos seus amores
E dos seus desenganos
Conta pra mim seus desejos
O sonho escondido
Que não realizou
Continuar a ler “CULTURA: A VOZ DO REI”

SESSÃO ‘ORDINÁRIA’ DA CÂMARA MUNICIPAL DE PARACURU EM 13/10/2016

camara_paracuru

Dando continuidade a uma produtividade que não empolga, e deixando claro ao povo de Paracuru o porque da necessidade de uma mudança profunda nos quadros do poder legislativo e na forma dos vereadores trabalhar, a ‘Sessão Ordinária’ desta quinta-feira (13/10) apresentou mais do mesmo: Projetos que tem por finalidade a mudança de nomes de mais ruas em nossa cidade.

Oxalá tenhamos cada vez mais ruas em Paracuru, assim haverá sempre trabalho para nossos representantes. Algum projeto de iniciativa popular poderia mudar coisas como horários de funcionamento, produtividade e uma relação honesta de custo/benefício do trabalho dos vereadores na Câmara Municipal de Paracuru? Quem se habilita?

Por que as sessões só acontecem em um dia da semana? Por que os vereadores não dão expediente nos caros gabinetes que para eles foram construídos com essa finalidade? Continuar a ler “SESSÃO ‘ORDINÁRIA’ DA CÂMARA MUNICIPAL DE PARACURU EM 13/10/2016”

CULTURA: VÍDEO CLÁSSICO COM CARMEN MIRANDA, DEAN MARTIN E JERRY LEWIS

The Enchilada Man

A enchilada é uma panqueca de milho mexicana, muito condimentada, recheada de carne de vaca, feijões ou frango e que leva por cima molho de piripíri e queijo ralado, mas na 7ª arte se torna este clássico que marca um antológico encontro de três expoentes: Dean Martin, Jerry Lewis e Carmen Miranda.

Vídeo raro que faz parte do acervo de vídeos da Objetiva Audio Comunicação.

PODER LEGISLATIVO DE PARACURU: MAIS DO MESMO.

Após o fim do período eleitoral é de se esperar que os poderes constituídos de um município voltem ao seu “ritmo de trabalho” normal.

No caso do poder legislativo alguém dirá: os parlamentares estavam em suas bases fazendo campanha. Nada mais  justo que, na falta quase absoluta de produtividade, e a bem da moralidade pública, os mesmos abdicassem de seus nada modestos salários.

Vejamos o caso de Paracuru. “Sessões Ordinárias” com duração média de 15 minutos são um escárnio, uma afronta àqueles que são detentores do poder de dar uma boa vida aos pouco produtivos vereadores (com uma ou outra exceção).

Se o salário de um vereador fosse proporcional a sua produtividade, então uma remuneração de 1 salário mínimo para quem trabalha quatro dias por mês, trazendo preferencialmente projetos para nomear ou renomear logradouros seria mais que justo.

Quem sabe essa ideia não ganha corpo? Ou a vereança seria um trabalho bem remunerado na medida da Continuar a ler “PODER LEGISLATIVO DE PARACURU: MAIS DO MESMO.”

RESULTADOS DAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS.

Estamos reiniciando as publicações no nosso blog, uma atividade prazerosa, na qual  podemos dividir com os visitantes as nossas ideias, pensamentos e projetos. Me permito, em nome de uma amizade antiga, publicar em boa hora e no calor do momento político que vive nossa Paracuru, a crônica de autoria do Dr. José do Vale Pinheiro Feitosa, cujo título acima abre uma análise precisa do nosso momento político atual. (Carlinhos Albuquerque)

CRÔNICA SOCIEDADE E POLÍTICA

Por: Dr. José do Vale Pinheiro Feitosa (Narração em áudio no player abaixo)

Toda sociedade é política e a política modifica a sociedade. Domingo dois de outubro de 2016 estavam aptos para votar em todos os 5569 municípios brasileiros, o total 144.088.912 eleitores. Esta foi expectativa de votos que tivemos nestas últimas eleições. Porém 25.330.431 eleitores não compareceram às eleições. Ou seja, do universo de eleitores aptos a votar, 17,58% dos eleitores não compareceram às urnas para exercer seu direito ao voto.

É importante considerar que entre as abstenções possíveis ou seja, eleitores que não compareceram para votar, há no total de eleitores, mais de 12 milhões tinha de 70 anos e mais, quando não existe mais a obrigação de votar. Continuar a ler “RESULTADOS DAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS.”

Confissão – Por Lúcio Damasceno Barroso

Confissão

Imagem

Na cultura em que nasci

Caçar não era pecado

Nem matar os passarinhos

Pra depois comer assado

 

Preparava a baladeira

Logo cedo ao acordar

Juntava pedras na estrada

No mato eu ia caçar

Rolinha, Sabiá, Campina

Eu Calei o seu cantar

 

Passarinhos eu pegava

Quando armava o alçapão

Nas gaiolas os prendia

Isso era judiação

Arrependido eu espero

Da natureza o perdão

 

Paracuru de todos nós, encerrada no dia 20 de dezembro de 2010, às quatro horas da manhã