Confissão – Por Lúcio Damasceno Barroso

Confissão

Imagem

Na cultura em que nasci

Caçar não era pecado

Nem matar os passarinhos

Pra depois comer assado

 

Preparava a baladeira

Logo cedo ao acordar

Juntava pedras na estrada

No mato eu ia caçar

Rolinha, Sabiá, Campina

Eu Calei o seu cantar

 

Passarinhos eu pegava

Quando armava o alçapão

Nas gaiolas os prendia

Isso era judiação

Arrependido eu espero

Da natureza o perdão

 

Paracuru de todos nós, encerrada no dia 20 de dezembro de 2010, às quatro horas da manhã

Autor: Carlinhos Albuquerque Lima

Uma pessoa de bem com a vida, amo minha família, meu trabalho. Meus amigos são como meus irmãos, faço o que for preciso para vê-los bem e felizes. Bom astral sempre. Trabalho e gosto com broadcast, informática e áudio.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s